Notícias

ÓCULOS - Saiba o que estará na moda em 2020 e aprenda o que é melhor para seus olhos

25/11/2019

O verão está chegando e com ele uma nova tendência em óculos de grau, inspirada nas armações para óculos de sol. Tanto aquela pessoa que nunca precisou de óculos antes para enxergar, quanto quem está querendo apenas atualizar o visual, tem de prestar bastante atenção antes de entrar na primeira loja especializada e fazer esse investimento – que normalmente não é barato.

Formadores de opinião em moda e estilo dizem que as armações transparentes serão um “must” da próxima temporada. Outra tendência consolidada são os óculos aviador, mas desta vez numa armação em metal delicado e com lentes de grau. Mais leve que outros materiais, o metal poderá ser combinado na mesma armação com o acetato, suavizando a aparência.

Outra aposta são os “óculos gatinho” e as armações imitando pele de leopardo (claro e escuro). Por fim, uma tendência que volta diretamente dos anos 70 são as armações de acetato bem grandes, extravagantes, arredondadas ou em outras formas geométricas, mas com lentes de grau. Obviamente, essas dicas também valem para os óculos de sol, mas ficarão ainda mais incríveis naquelas pessoas que usam óculos para enxergar melhor de longe ou de perto.

Na opinião do médico oftalmologista Renato Neves, diretor-presidente do Eye Care Hospital de Olhos, é importante comprar armações e lentes de grau em conjunto para evitar problemas e arrependimentos. “A moda pede óculos grandes. Porém, dependendo do grau do paciente, o bloco de lente é disponibilizado num tamanho um pouco menor. Por outro lado, quem prefere lentes multifocais deve evitar armações muito pequenas, já que podem provocar desconforto para enxergar de perto e de longe. Outra dica, além de optar por tratamentos antirrisco e antirreflexo, é incluir filtro de luz azul. Ele atenua a fadiga causada pelo uso excessivo de celulares, computadores e tablets e também melhora a qualidade do sono”.

Óculos de sol, um capítulo à parte

Apesar de os óculos de sol serem um acessório indispensável durante o ano todo, nesta época de sol a pino as pessoas não deveriam sequer cogitar sair de casa sem eles. Segundo Neves, a exposição aos altos índices de raios ultravioleta provoca degeneração macular – doença que afeta a parte central da retina, membrana posterior dos olhos onde as imagens são transmitidas para o nervo óptico. Apesar de a doença afetar mais pessoas de olhos claros, ninguém está livre dela.  E como não existe tratamento eficaz para alterações da retina, a prevenção com lentes protetoras ainda é o melhor remédio.

“Os dois melhores conselhos antes de comprar óculos de sol, são: 1. Invista em lentes de boa qualidade, com 100% de proteção contra os raios UVA e UVB; 2. Use óculos escuros até mesmo em dias nublados”, recomenda o médico. “Aqueles óculos baratinhos ou falsificados têm lentes de péssima qualidade, que podem causar desconforto visual, dor de cabeça e astigmatismo – deformidade da córnea que torna a visão desfocada para perto e para longe.”

O oftalmologista diz que a escolha correta dos óculos escuros é tão decisiva para a saúde dos olhos que é mais prejudicial usar essas réplicas ilegais de marcas famosas do que não usar nada. Outra dica do especialista é não comprar por impulso. “Quem toma decisões rápidas, comprando por impulso, quase sempre acaba se arrependendo quando percebe que seus óculos são pesados, ou pequenos, ou grandes, ou coloridos demais para seu rosto. Por isso, é preciso que a compra seja realizada com tempo e com cautela, levando em consideração também suas características pessoais”.

Cor de lente ideal

 

Renato Neves recomenda evitar as lentes pretas, dando preferência a uma cor que favoreça as atividades de rotina e promova benefícios para a visão. Veja alguns exemplos:

  1. Cinza – São usadas para várias atividades, fazendo com que o usuário se sinta à vontade e confortável.
  2. Âmbar/castanho – São indicadas para dirigir, já que oferecem uma boa noção de contraste e profundidade.
  3. Verde – As lentes verdes filtram pouca luz azul, mas oferecem melhor visão de contraste. É a cor mais adequada para a população acima dos 60 anos, quando tem início uma perda gradual da visão de contraste.
  4. Púrpura – São a melhor opção para quem pratica esqui e outros esportes de neve, já que aumentam a visão de contraste em ambientes com fundo azul ou verde.
  5. Azul – As lentes azuis são práticas, melhoram os contornos ao redor dos objetos e a percepção das cores. Também exercem efeito calmante nos olhos, já que reduzem o brilho em condições de neve ou sol a pino.
  6. Amarela – As lentes amarelas bloqueiam a luz azul e reduzem o ofuscamento de motoristas no lusco-fusco do entardecer. Entretanto, são inadequadas durante o dia, já que reduzem a visão de contraste em ambientes com muita luminosidade.

 

Fonte: Dr. Renato Neves, médico oftalmologista, diretor-presidente do Eye Care Hospital de Olhos, em São Paulo – www.eyecare.com.br

 

 

 

Rua José Comparato, 85 ‐ Vila Mariana ‐ 01546-070 ‐ São Paulo ‐ SP

(55-11) 2894.9976

contato@presspagina.com.br