Notícias

TECNOLOGIA - Dólar alto faz com que empresas nacionais especializadas em “cloud” ganhem mercado

17/07/2020

Especialista diz que pandemia aumentou consideravelmente a demanda por serviços em nuvem, mas crise econômica tornou inviáveis contratações diretas do exterior

Transformação digital é um termo muito usado hoje em dia. Mas foram justamente os desdobramentos da pandemia, principalmente a necessidade de colocar funcionários trabalhando em home office, que dispararam a contratação de serviços em nuvem e impulsionaram o que ainda estava engatinhando, como uso de inteligência artificial, aprendizado de máquinas, multicloud etc. Apesar de alguns estudos se mostrarem menos otimistas com relação aos  investimentos globais em TI, na opinião Adriano Filadoro, diretor-presidente da Online Data Cloud, as variações cambiais, com dólar quase sempre acima de 5,30 reais, estão fortalecendo empresas nacionais especializadas em nuvem.

“Com a alta do dólar, os custos de tecnologia para empresas que operam no Brasil se tornaram proibitivos, incluindo serviços em nuvem da Amazon (AWS) e Microsoft (Azure). Para resolver esse problema e evitar que o gargalo financeiro ponha em risco inúmeras operações que estavam progredindo, a busca por especialistas nacionais em gestão de múltiplas nuvens (multicloud) aumentou. A infraestrutura entregue é a mesma, com a vantagem de atendimento personalizado, suporte técnico ágil e pagamentos em reais. Com valor fechado por projeto, uma empresa pode economizar até 80% nos investimentos em nuvem”, diz Filadoro.

Se antecipando aos acontecimentos, a Online Data Cloud investiu pesado no último ano em transformação digital, começando por equipamentos que aumentaram em cinco vezes sua capacidade de processamento e armazenamento. Além disso, de acordo com o executivo, novos sistemas de inteligência artificial fizeram com que o SLA atingisse níveis de satisfação de 99,9%. “As cláusulas do SLA, que é um termo de acordo de nível de serviço, estão entre as práticas que mais evidenciam a credibilidade de uma empresa de TI, já que nesse termo constam o tipo de serviço, metas, suporte, prazos etc. Tudo é mensurável e claro”.

Geralmente, um provedor de nuvem não atende de uma só vez todas as necessidades de uma empresa. Existem várias tecnologias específicas para cada demanda interna, incluindo hardware, software e recursos que precisam ser integrados para alcançar resultados comerciais positivos. Sendo assim, há uma abordagem específica para cada organização migrar para a nuvem. “É um erro tentar fazer tudo com um único provedor, já que cada provedor de nuvem tem seus pontos fortes. Portanto, em muitos casos é altamente recomendável contar com vários provedores, garantindo que os fornecedores escolhidos possam ser integrados sem problemas. Isso é justamente o que torna a nuvem tão empolgante: sua capacidade de integrar recursos. Só assim é possível gerenciar uma grande quantidade de dados de clientes armazenados em servidores, analisar tudo usando um software de inteligência artificial e ainda usar essas informações para melhorar a tomada de decisões”, afirma Filadoro.

Fonte: Adriano Filadoro, especialista em nuvem, diretor-presidente da Online Data Cloud – empresa com 26 anos de atuação em TI. www.onlinedatacloud.com.br

 

 

Rua José Comparato, 85 ‐ Vila Mariana ‐ 01546-070 ‐ São Paulo ‐ SP

(55-11) 2894.9976

contato@presspagina.com.br